A Bíblia Leitura espiritual

A terra prometida na Bíblia foi um presente de Deus para Israel

A terra prometida na Bíblia foi um presente de Deus para Israel
Precisa de orientação e clareza no amor, relacionamento, carreira e muito mais? Clique aqui para obter uma leitura de numerologia personalizada

A terra prometida na Bíblia era aquela área geográfica que Deus o Pai jurou dar ao seu povo escolhido, os descendentes de Abraão. Deus fez essa promessa a Abraão e seus descendentes em Gênesis 15: 15–21. O território estava localizado na antiga Canaã, na extremidade oriental do Mar Mediterrâneo. Números 34: 1-12 detalha seus limites exatos.

Além de ser um lugar físico (a terra de Canaã), a terra prometida é um conceito teológico. Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, Deus prometeu abençoar seus seguidores fiéis e levá-los a um lugar tranquilo. Fé e fidelidade são as condições para entrar na terra prometida (Hebreus 11: 9).

A terra prometida

  • A terra prometida era um território real na Bíblia, mas também uma metáfora apontando para a salvação em Jesus Cristo e a promessa do Reino de Deus.
  • O termo específico “terra prometida” aparece na Nova Tradução Viva em Êxodo 13:17, 33:12; Deuteronômio 1:37; Josué 5: 7, 14: 8; e Salmos 47: 4.

Para pastores nômades como os judeus, ter uma casa permanente para chamar de sua era a realização de um sonho. Era um lugar de descanso de seu constante desenraizamento. Essa área era tão rica em recursos naturais que Deus a chamou de “uma terra que mana leite e mel”.

A terra prometida veio com condições 

O presente de Deus da terra prometida veio com condições. Primeiro, Deus exigiu que Israel, o nome da nova nação, tivesse que confiar e obedecer a ele. Em segundo lugar, Deus exigiu adoração fiel a ele ( Deuteronômio 7: 12-15 ). A idolatria era uma ofensa tão séria a Deus que ele ameaçou expulsar o povo da terra se eles adorassem outros deuses:

Não siga outros deuses, os deuses dos povos ao seu redor; porque o Senhor vosso Deus, que está entre vós, é um Deus zeloso e a sua ira arderá contra vós e ele vos destruirá da face da terra.

Durante uma fome, Jacó, também chamado de Israel, foi para o Egito com sua família, onde havia comida. Com o passar dos anos, os egípcios transformaram os judeus em trabalho escravo. Depois que Deus os resgatou daquela escravidão, ele os trouxe de volta à terra prometida, sob a liderança de Moisés. Porque o povo falhou em confiar em Deus, no entanto, ele os fez vagar 40 anos no deserto até que aquela geração morresse. 

O sucessor de Moisés, Josué, finalmente conduziu o povo à terra prometida e serviu como líder militar na conquista. O país foi dividido entre as tribos por sorteio. Após a morte de Josué, Israel foi governado por uma série de juízes.

O povo repetidamente se voltou para falsos deuses e sofreu por isso. Então, em 586 aC, Deus permitiu que os babilônios destruíssem o templo de Jerusalém e levassem a maioria dos judeus ao cativeiro para a Babilônia.

Por fim, eles voltaram para a terra prometida, mas sob os reis de Israel, a fidelidade a Deus era instável. Deus enviou profetas para alertar o povo ao arrependimento, terminando com João Batista.

Jesus é o cumprimento da promessa de Deus

Quando Jesus Cristo entrou em cena em Israel, ele deu início a uma nova aliança disponível para todas as pessoas, tanto judeus como gentios. Na conclusão de Hebreus 11, a famosa passagem do “Salão da Fé”, o autor observa que as figuras do Antigo Testamento “foram todas elogiadas por sua fé, mas nenhuma delas recebeu o que havia sido prometido”. (Hebreus 11:39) Eles podem ter recebido a terra, mas ainda olhavam para o futuro em busca do Messias – esse Messias é Jesus Cristo. 

Jesus é o cumprimento de todas as promessas de Deus, incluindo a terra prometida:

Pois todas as promessas de Deus foram cumpridas em Cristo com um sonoro “Sim!” E por meio de Cristo, nosso “Amém” (que significa “Sim”) ascende a Deus para sua glória. (2 Coríntios 1:20)

Qualquer pessoa que crê em Cristo como Salvador imediatamente se torna um cidadão do reino de Deus. Ainda assim, Jesus disse a Pôncio Pilatos,

“Meu reino não é deste mundo. Se fosse, meus servos lutariam para impedir minha prisão pelos judeus. Mas agora meu reino é de outro lugar. ” ( João 18:36) 

Hoje, os crentes permanecem em Cristo e ele em nós em uma “terra prometida” interior e terrena. Na morte, os cristãos passam para o céu, a eterna terra prometida.

 

Avalie este post
[Total: 1 Average: 5]

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
x
Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Também compartilhamos informações sobre o uso de nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise. Política de Cookies View more
Aceitar
Recusar