O livro secreto do anjo da guarda: O segredo vai ser revelado

“Creio que somos livres dentro de limites, e, no entanto, há uma mão invisível, um anjo da guarda que, de alguma forma, como uma hélice submersa, nos conduz adiante”.

Rabindranath Tagore

Esse pequeno manual poderia ter mais de 100 páginas, falando horas e horas sobre a
origem da palavra anjo, discutindo as diversas versões sobre os anjos e suas prováveis
hierarquias.

Muito material que não resolveria o seu problema, sairia do foco desse trabalho
que é divulgar a proximidade que podemos ter com os anjos.

Para evitar então, que as pessoas desistam de ler, de praticar o que aprendi na prática
e estudando, resolvi sintetizar em perguntas e respostas para ir direto á ação que você
deve tomar para ainda hoje, fazer um contato mais “real”, mais próximo com o seu anjo
da guarda.

Eu espero sinceramente que você tenha êxito nessa missão singela de ouvir um
pouco mais o seu anjo da guarda e transformar o seu dia a dia em dias de conquistas.
Muita Paz

Paulo Roberto Gaefke

anjo da guarda

Afinal de contas, os anjos existem?

Sim, desde as civilizações mais remotas, os homens representam anjos de alguma maneira,
como intercessores do bem, auxiliando de alguma forma os homens.

Alguns estudiosos acreditam que a mais antiga representação de um anjo foi encontrada na cidade de Ur,
no vale de Eufrates, a cerca de 230 Km da Babilônia.

O local foi colonizado por volta de 4000 a.C., floresceu em torno de 2500 a.C. e continuou por mais mil e quinhentos anos.

A imagem retratada numa estela, pedra destinada a ter inscrições ou esculturas, é de uma
figura alada descendo de um dos sete céus da crença suméria para despejar a água da vida
de uma jarra transbordante dentro da taça do rei.

A palavra anjo deriva do latim, angelu, e do grego, ángelos, com o significado de
mensageiro. A palavra hebraica para anjo é Malakl, que significa “Mensageiro”. As primeiras
descrições sobre anjos apareceram no Antigo Testamento.

A menção mais antiga de um anjo aparece em Ur, cidade do Oriente Médio, há mais de 4.000 a.C… e os gregos os
chamavam de DAIMONES (gênio, anjo, ser sobrenatural).

Anjos na Bíblia

O mundo invisível é constantemente descrito na bíblia como algo constantemente presente
em nosso meio, não como uma realidade distante, mas como algo presente entre nós.

Os anjos não estão apenas ocasionalmente presentes na Bíblia; eles estão constantemente
presentes!

O termo “anjo” ocorre mais de 250 vezes nas páginas da revelação eterna de Deus das Escrituras, não apenas descrevendo o que ele têm feito mas também mostrando as coisas que eles fazem em nosso dia-a-dia, além do que têm feito no passado.

E cada pessoa tem um anjo da guarda?

Para nós cristãos, a palavra de Jesus é a mais completa de todas as afirmações que
precisamos para ter a certeza de que tal caminho é verdadeiro.

Jesus está diretamente associado com os anjos por ocasião do seu nascimento, nos
quarenta dias de jejum, em sua agonia na noite em que foi traído, na Ressurreição, na
Ascensão e na sua segunda vinda.

Então, vemos a confirmação de que cada pessoa tem um anjo da guarda pessoal nas
palavras de Jesus em Mateus 18:10:

“Vede, não desprezeis algum destes pequeninos, porque eu vos digo que os seus anjos nos
céus sempre vêem a face de meu Pai que está nos céus. “(Mateus 18:10)

Repare que Jesus fala das crianças que estão ali entre os homens afiormando que cada uma
delas tem um anjo que “sempre vêem a face de meu Pai que está nos céus”.

Então, fica claro que além da existência dos anjos, que atendem a humanidade como um todo, cada ser humano tem um anjo da guarda que vê a face de Deus sempre, e pode
interceder por nós.

O que os anjos da guarda podem fazer?

Os Anjos pela Bondade de Deus, podem interferir na situação desfavorável de maneira
que através de uma correção nas nossas atitudes, possamos alterar uma situação que
certamente traria dificuldades.

Os anjos nos alertam para o passo “errado” que estamos dando, eles intercedem por nós nas doenças, nas angústias da alma, levam nossas orações até o lugar mais alto possível, buscam ajuda onde se pode alcançar, e sempre estão ligados em nossa energia, buscando ampliar a nossa alegria e motivação.

Independente da nossa crença ou não, eles continuam agindo em nosso favor, mas é
naqueles momentos em que nos voltamos para Deus, quando buscamos a presença dos
anjos, e com sinceridade pedimos ajuda que eles mais podem intervir e nos ajudar.

O que os anjos da guarda não podem fazer?

Existem coisas que nem Deus pode tocar ou mudar, uma delas e a nossa decisão de fazer
qualquer coisa que queremos fazer, mesmo diante do maior risco, mesmo que os anjos
saibam que vamos quebrar a cara, que vamos sofrer muito, essa decisão, é o nosso “livre
arbítrio”, a ferramenta que Deus concedeu para cada homem buscar o seu caminho, a
sua felicidade.

Então, nesse caso, onde você decide por conta e risco seguir a sua própria vontade, mesmo quando tudo diz não, quando todo mundo já tentou de alguma maneira te fazer parar, ninguém, nem os anjos podem fazer algo além de orar e continuar ao seu lado.

Assim, o viciado em drogas, mesmo sabendo de todos os malefícios do vício, mesmo
sabendo dos riscos de morte, se deseja continuar usando as drogas, quem poderá demovêlo?

Isso não significa que os anjos não vão continuar tentando mostrar-lhe o caminho da
libertação, da vida.

Pelo contrário, nessas horas é que eles mais oram por nós, e enviam amigos, e fazem com que mães ou parentes próximos busquem ajuda por nós, e façam mais orações, até que a gente possa despertar do mal que nós mesmos nos causamos.

E ai sim, quando pedimos ajuda com sinceridade, eles podem enfim agir com maior liberdade.
Outra coisa que os anjos não podem e não vão fazer por nós, é a tarefa que nos cabe na
nossa evolução.

Se quer ajuda na prova, estude e peça serenidade.

Se você quer paz no casamento, evite as mesmas situações de sempre, e peça paciência.

Se precisa de um novo emprego, faça um novo curricúlo, e procure sair mais cedo, divulgar mais a sua procura, falar com mais pessoas, pedir mais “disposição”, mais calma nas entrevistas…
Entende a forma dos anjos agirem?

Eles podem nos auxiliar demais, mas jamais farão a nossa parte, jamais irão agir contra a nossa vontade, por isso, todo o milagre, toda a ajuda, começa em nos mesmos, na nossa vontade de mudar, de ter uma nova vida.

Por isso, Jesus em cada milagre repetia que “a sua fé te curou”, mostrando o quanto é importante a nossa participação nos milagres que desejamos.

Crer nos anjos e coisa de esotéricos?

A palavra “anjo” ocorre 275 vezes nas Escrituras, e está na maioria dos livros sagrados
da humanidade, e infelizmente, para muitos que professam a fé cristã, ANJO DA
GUARDA é ficção! Coisa de esotéricos.

E não aceitam a existência destes seres escolhidos especialmente para auxiliar em cada vida em separado. Mas, como negar um fato!

A Bíblia Sagrada atesta essa verdade em muitos textos (Ex 23,20; Dn 6.22; 10.13-20; Sl 34.7;
91.11,12; Mt 18.10).

Como fazer para levar nossos pedidos até o anjo da guarda?

São 3 passos básicos, mas fundamentais:

Fidelidade

Seja constante no seu contato com os anjos. Dedique pelo menos 3 minutos por dia para
fazer uma oração de agradecimento a Deus e aproveite para falar com o seu anjo.

Falar assim mesmo, como quem conversa com um velho amigo, e nem precisa falar um nome,
diga apenas:

“Meu anjo da guarda, que Deus colocou na minha vida para zelar pela minha evolução, eu
quero agradecer a sua presença, eu quero agradecer a sua atenção e pedir que o nosso
relacionamento seja melhor a cada dia.

Que eu possa te ouvir, que eu possa compreender e seguir os passos que me levem ao progresso espiritual.”

Desejo sincero de mudar

De nada adianta pedir uma coisa, uma graça e não estar disposto(a) a mudar. Normalmente
as coisas acontecem na nossa vida através das nossas atitudes.

Seja pela invigilância,

pela ingenuidade, pela ganância, sentimentos de raiva, uma emoção que nos leva a
cometer loucuras, e principalmente, nosso desgarramento das coisas divinas.

Quando nos começamos a acreditar que somos maiores, melhores ou que somos “bons” e não
merecemos isso ou aquilo, pode apostar que a situação vai ficar esquisita, que algo de ruim,
vai acontecer.

Por isso, vigiai, orai e fique pronto(a) para mudar. Até as pedras se movimentam, por isso,
nada de ficar falando “eu sou assim, eu nasci assim e vou morrer assim”, isso é besteira, é
um erro maior que o planeta. Tudo muda…

Como ouvir uma resposta do meu anjo, como saber qual o caminho a seguir?

Usando a intuição. Isso mesmo, todos nós a temos, uns mais aflorada, outros um pouco
menos, mas todos tem um sexto sentido que fala com o nosso “eu”, seja através de sonhos,
de amigos que aparecem do nada, de uma mensagem que nos chega, de um livro que
cai no nosso colo, de um parente que vem de longe e nos fala, de um pensamento que
vem assim “do nada”.

anjo da guarda

O problema e que quando estamos com o pensamento fixo em determinada coisa, não queremos ouvir nada nem ninguém.

Por isso é necessário o contato diário com o nosso anjo, assim, vamos criando um canal de comunicação direta e reta com ele.

Quanto tempo demora para o anjo responder?

Depende da situação e de como você quer que aconteça. Se você ao invés de uma resposta
quer mesmo é uma solução do seu jeito, esqueça, isso pode demorar demais ou nem
acontecer.

Lembre-se, ao colocar seu problema nas mãos dos anjos, você deve aceitar a melhor solução que será apresentada, ainda que você no momento não entenda.

Talvez você esteja pedindo a união, e o anjo traz a separação. Se você se revolta e não aceita,
esta claramente buscando o caminho da dor.

O seu anjo da guarda sabe o que você precisa e merece, e você só sabe o que “deseja”, e nem sempre o nosso desejo e o melhor para nós naquele momento.

Que adianta um pai dar um carro lindo para o filho aos 14 anos de idade so porque ele quer? Ele vai estar comprando uma briga com a justiça e com o Universo, além do ato totalmente irresponsável.

Mas, o filho ao ver o pai negar o carro, poderá até se revoltar, mas um dia vai ver que o pai estava com a razão, que na época ele não tinha maturidade para e nem possibilidade de ter um carro.

Por outro lado, temos o caso de Daniel, um dos profetas mais fiéis a Deus, que adorava dia e noite a Deus, e que fez um pedido extremamente urgente para Deus e mesmo orando e jejuando, não obteve resposta imediata, alias, passaram-se 21 dias até que um anjo conseguiu chegar até ele e explicar:

(Daniel 10 – 12.13 e seguintes)

Então me disse: Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu
coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; e eu vim por causa das tuas palavras.

Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos
primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia.

Agora vim, para fazer-te entender o que há de acontecer ao teu povo nos derradeiros dias; porque a visão é ainda para muitos dias.

Ou seja, entre Daniel e o anjo, havia uma barreira, forças do aml que agiam contra Daniel que não podiam ser combatidas na mesma hora.

Durante 3 semanas o anjo chamou reforços e combateu essas forças, mas, desde o primeiro dia das orações de Daniel, ele já ouvia e já agia para ajudá-lo.

Por isso, nada de estipular prazos.

Faça a sua oração e coloque a resposta nas mãos do seu anjo. Espere, confie e vá fazendo a sua parte.

Só a oração resolve?

A oração é uma chave que vai abrindo portas no céu, mas não é só ela que pode te ajudar.
Na maioria dos casos citados na Bíblia, os profetas faziam juntamente com as suas orações,
um jejum.

Experimente também, fazer um jejum, que pode ser deixar uma coisa que você gosta muito por algumas horas, como tomar café, fumar, comer, etc…

O porque do Jejum

Em Mateus, 17 , encontramos a explicação de Jesus para a real necessidade do jejum, alias,
se você quer agradar a Deus e ao mesmo tempo ganhar saúde, pratique o jejum. vamos ao
texto:

14- E, quando chegaram à multidão, aproximou-se-lhe um homem, pondo-se de joelhos diante dele, e dizendo:

15 Senhor, tem misericórdia de meu filho, que é lunático e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo, e muitas vezes na água;

16 E trouxe-o aos teus discípulos; e não puderam curá-lo.

17 E Jesus, respondendo, disse: Ó geração incrédula e perversa! até quando estarei eu convosco, e até quando vos sofrerei? Trazei mo aqui.

18 E, repreendeu Jesus o demônio, que saiu dele, e desde aquela hora o menino sarou.

19 Então os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Por que não

Pudemos nós expulsá-lo?

20 E Jesus lhes disse: Por causa de vossa pouca fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.

21 Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.

E no dia a dia, como fazer para conviver sempre com o meu anjo da guarda?

Seguir os passos básicos diariamente:
Pela manhã:

Oração de agradecimento a Deus e pedido de proteção

Oração ao seu anjo da guarda e leitura do salmo pessoal.

Jejum diário (pode ser uma horinha apenas livre do que você mais gosta)

Os anjos na Biblia:

Cinco aspecto do ministério dos anjos “Bendizei ao SENHOR, todos os seus anjos, valorosos em poder, que executais as suas ordens e lhe obedeceis à palavra. Bendizei ao SENHOR, todos os seus exércitos, vós, ministros seus, que fazeis a sua vontade.” Sl 103.20,21

Os anjos existem para servir a Deus de cinco maneiras, pelo menos.

  1. Variedade na aparência dos Anjos.

“Então, a mulher foi a seu marido e lhe disse:

Um homem de Deus veio a mim; sua aparência era semelhante à de um anjo de Deus, tremenda; não lhe perguntei donde era, nem ele me disse o seu nome.” Jz 13.6

Dependendo da sua ordem da criação, os anjos aparecem em diferentes formas.

  1. Estrutura organizada no mundo dos anjos.

“pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as
invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades.

Tudo foi criado por meio dele e para ele.” Cl 1.16

Os anjos constituem uma sociedade estruturada.

  1. A influência dos anjos sobre as nações.

“Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.” Dn
10.13

Alguns anjos tem influências sobre as nações.

  1. Anjos como mensageiros.

“Um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Dispõe-te e vai para o lado do Sul, no caminho que desce de Jerusalém a Gaza; este se acha deserto. Ele se levantou e foi.” At 8.26

Os anjos continuam ativos na edificação do reino de Deus, na qualidade de mensageiros.

  1. Anjos da guarda Cuidando de nós.

“Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus
caminhos.

Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra.” Sl 91.11,12
Cada fiel tem seu anjo que o guarda.

  1. Jesus e os anjos.

“Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer e que ele, enviando por intermédio do seu anjo, notificou ao seu servo João, o qual atestou a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo, quanto a tudo o que viu.” Ap 1.1,2

Jesus está diretamente associado com os anjos por ocasião do seu nascimento, nos quarenta dias de jejum, em sua agonia na noite em que foi traído, na Ressurreição, na

Ascensão e na sua segunda vinda.

A tradição católica dividiu os anjos em três grandes hierarquias, subdivididas cada uma em
três companhias:

Serafins, que personificam a caridade divina e a inteligência.

Querubins, que refletem a sabedoria divina, aliada ao temperamento jovial.

Tronos, que proclamam a grandeza divina através da música.

Dominações, que têm o governo geral do universo.

Potências, que protegem as leis do mundo físico e moral, além de preservar a procriação
dos animais.

Virtudes, que promovem prodígios e os milagres da cura.

Principados, responsáveis pelos reinos, estados e países, preservando também a fauna e a
flora, os cristais e as riquezas da terra.

Arcanjos, responsáveis pela transmissão de mensagens importantes e pela defesa dos países, pais ou da família.
Anjos, que cuidam da segurança dos indivíduos no corpo físico.

Cada uma das hierarquias angelicais é regida por um príncipe e tem correspondência com
uma letra do alfabeto hebraico:

Aleph, corresponde aos Serafins e o Príncipe é Metatron.

Beth, corresponde aos Querubins e o Príncipe é Raziel.

Ghimel, corresponde aos Tronos e o Príncipe é Tsaphkiel.

Daleth, corresponde às Dominações e o Príncipe é Tsadkiel.

He, corresponde às potências e o Príncipe é Camael.

Vau, corresponde às Virtudes e o Príncipe é Raphael.

Zain, corresponde aos Principados e o Príncipe é Haniel.

Heth, corresponde aos Arcanjos e o Príncipe é Mikael.

Teth, corresponde aos Anjos e o Príncipe é Gabriel.

anjo da guarda

Entre os Arcanjos destacamos:

Arcanjo Gabriel: Descrito como dono de 140 pares de asas, anunciou à Virgem Maria que ela estava esperando um filho, o qual deveria se chamar Jesus.

Arcanjo Miguel: É considerado o maior entre os anjos, derrotando Lúcifer e parte do exército
de anjos caídos, expulsando-os para o Inferno.

Arcanjo Rafael: É o anjo que cura, o mais amigo e feliz deles.

Arcanjo Uriel: É o anjo do arrependimento. Foi ele quem salvou Noé do dilúvio.

Referência aos anjos na Bíblia.

Eles foram criados por Deus nos dias eternos (Cl 1.16), com a finalidade de serem Seus
assistentes, mensageiros e ministradores entre os homens (At 12.7; Dn 6.22; Hb 1.14; Sl
91.11; Ex 14.19 etc.).

Estes seres celestiais são representados na figura humana alada, mas, na verdade a Bíblia não nos dá muitos detalhes quanto à sua aparência.

Em alguns relatos, vemos que eles se apresentaram como homens comuns, conseguido confundir as
pessoas que foram contatadas.

(Gn 16.7-14; 19.1-5; Jo 20.11-13). Há também citações nas quais se apresentam revestidos de majestade e glória (Dn 10.5,6; Lc 24.4).

São desprovidos de sexo.

Estão continuamente em contato com o Criador e são capazes de reconhecer a glória,
e prestar-Lhe adoração (Fp 2.9-11; Hb 1.6).

Entre os homens são mensageiros e ministradores da vontade de Deus, abordando-os e manifestando a vontade soberana do Senhor.

(1Rs 19.5; At 12.7; Dn 10.11; Mt 2.13,20; Lc 1.19; At 5.19,20; Ap 1.1). Em nossos dias continuam agindo e muitos têm testemunhado o livramento que foi concedido por meio
deles.

Eles não agem por vontade própria, e não devem receber nenhum tipo de oração ou honra de lábios humanos. Estão sujeitos às ordens do Senhor e vivem em obediência total aos Seus desígnios (Mt 6.10; Sl 103.20).

Nos céus, entoa louvores eternamente ao todo poderoso (Sl 148.2; Is 6.3; Lc 2.13,14; Ap 5.11,12; 7.11,12). E por serem íntimos do Senhor, conhece com profundidade a Sua obra de restauração, sofrimento e humilhação
passada por Jesus em nosso favor.

Alegram-se com a restauração do homem de forma intensa, impossível de ser relatada (Lc 15.7,10). São criaturas santas, mas, adorá-los ou ainda, prestar-lhe qualquer forma de culto, veneração ou honra e proibida (Cl 2.18; Ap
19.10).

Com certeza existe entre eles, hierarquia como em um exercito, estão classificados em diferentes ordens (Is 6.2; 1Ts 4.16; 1Pe 3.22; Ap 12.7).

São dotados de qualidade, tais como: mansidão, sabedoria, poder, santidade. (2Pe 2.11; Jd 9; 2Sm 14.20; Sl 103.20; Mt 25.31). São milhares e milhares, os números de anjos existentes, são incontáveis! (Jó 25.3;
Hb 12.22).

 

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
x