O antigo Testamento Leitura espiritual

Descubra a história de Melquisedeque: Sacerdote do Deus Altíssimo

Descubra a história de Melquisedeque: Sacerdote do Deus Altíssimo
Precisa de orientação e clareza no amor, relacionamento, carreira e muito mais? Clique aqui para obter uma leitura de numerologia personalizada

Melquisedeque é uma figura bíblica que aparece no Livro de Gênesis. Ele é mencionado como “Melquisedeque, rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo” (Gênesis 14:18). Na história, Melquisedeque encontra-se com Abraão (então chamado Abrão) depois que Abrão resgatou seu sobrinho Ló e derrotou Kedorlaomer e seus aliados.

Melquisedeque abençoa Abrão e traz pão e vinho, que são vistos por alguns como prefigurações do pão e do vinho usados na Eucaristia cristã. Em resposta à bênção de Melquisedeque, Abrão dá a ele um dízimo (dez por cento) de tudo que ele conquistou na batalha.

Melquisedeque também é mencionado no Salmo 110:4, onde é dito que o Messias será “um sacerdote para sempre, à maneira de Melquisedeque”. Esta profecia é interpretada no Livro de Hebreus no Novo Testamento como referindo-se a Jesus Cristo.

No entanto, a identidade exata de Melquisedeque e o significado de seu papel na Bíblia são temas de debate. Alguns o veem como uma figura histórica real, enquanto outros o veem como uma figura mítica ou simbólica. Além disso, sua cidade, Salém, é às vezes identificada com Jerusalém, mas isso também é incerto.

Melquisedeque: O Sacerdote do Deus Altíssimo na Bíblia

Melquisedeque é uma figura intrigante que aparece brevemente no Antigo Testamento da Bíblia, mas cujo significado e simbolismo se estendem ao Novo Testamento.

No Livro de Gênesis (14:18-20), Melquisedeque é apresentado como o “rei de Salém” e “sacerdote do Deus Altíssimo”. Ele aparece depois que Abraão (então conhecido como Abrão) resgatou seu sobrinho de Kedorlaomer e seus aliados. Melquisedeque traz pão e vinho e abençoa Abraão. Em resposta, Abraão dá a Melquisedeque um dízimo, ou dez por cento, de tudo o que ele tinha.

Melquisedeque também é mencionado no Salmo 110:4, onde o salmista, tradicionalmente considerado o rei Davi, diz que Deus fez uma promessa: “Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque”. Isso é interpretado como uma profecia messiânica, sugerindo que o futuro messias seria um sacerdote na linhagem de Melquisedeque.

No Novo Testamento, o Livro de Hebreus (especialmente capítulos 5 a 7) desenvolve a conexão entre Jesus e Melquisedeque de forma significativa. Jesus é descrito como um sacerdote na ordem de Melquisedeque, sugerindo que Ele é tanto um rei (como Melquisedeque era o rei de Salém) quanto um sacerdote.

É importante ressaltar que o autor de Hebreus descreve Melquisedeque como “sem pai, sem mãe, sem genealogia, tendo nem princípio de dias nem fim de vida, mas feito semelhante ao Filho de Deus” (Hebreus 7:3).

Isso não deve ser entendido literalmente, mas simboliza que Melquisedeque não pertencia à linhagem sacerdotal levítica estabelecida pela Lei Mosaica. Assim, ele é visto como um sacerdote de uma ordem superior, da mesma forma que Jesus é visto como um sacerdote de uma ordem superior.

Em última análise, a figura de Melquisedeque na Bíblia é envolta em mistério. Ele serve como uma figura tipológica de Jesus, o Messias, que combina em si os papéis de rei e sacerdote.

Quem foi Melquisedeque?

Melquisedeque é uma figura mencionada na Bíblia, especificamente no Livro de Gênesis, no Salmo 110 e na Epístola aos Hebreus no Novo Testamento. A Bíblia o descreve como “rei de Salém” e “sacerdote do Deus Altíssimo”. Ele aparece na história de Abraão, trazendo pão e vinho e abençoando Abraão após uma batalha.

Apesar de seu breve aparecimento no Gênesis, Melquisedeque desempenha um papel importante na teologia bíblica. No Salmo 110, um versículo atribuído a Davi diz que o Messias será “um sacerdote para sempre, à maneira de Melquisedeque”, e essa ideia é retomada e expandida na Epístola aos Hebreus no Novo Testamento.

A Epístola aos Hebreus interpreta Melquisedeque como um tipo, ou prefiguração, de Jesus Cristo. O autor de Hebreus afirma que Jesus é um sacerdote na “ordem de Melquisedeque” e que Melquisedeque, como Jesus, é eterno. Isso é parte de um argumento mais amplo que a Epístola aos Hebreus faz para apresentar Jesus como um sumo sacerdote superior aos sacerdotes levíticos do Antigo Testamento.

A identidade exata de Melquisedeque e a natureza de seu sacerdócio são temas de debate entre estudiosos da Bíblia. Alguns acreditam que Melquisedeque era uma figura histórica real, enquanto outros veem Melquisedeque como uma figura simbólica ou teológica. Seja como for, Melquisedeque é uma figura significativa na Bíblia devido à maneira como ele é usado para ilustrar a natureza do sacerdócio de Jesus.

 

Avalie este post
[Total: 1 Average: 5]

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
x
Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Também compartilhamos informações sobre o uso de nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise. Política de Cookies View more
Aceitar
Recusar