A Bíblia Leitura espiritual

A História da Criação: Resumo e Guia de Estudo

A História da Criação: Resumo e Guia de Estudo
Precisa de orientação e clareza no amor, relacionamento, carreira e muito mais? Clique aqui para obter uma leitura de numerologia personalizada

A história da criação começa com o capítulo de abertura da Bíblia e estas palavras: “No princípio, Deus criou os céus e a terra.” Esta frase resume o drama que estava para se desenrolar.

Aprendemos com o texto que a terra era sem forma, vazia e escura, e o Espírito de Deus movia-se sobre as águas preparando-se para cumprir a Palavra criativa de Deus. Então começaram os sete dias mais criativos de todos os tempos, quando Deus deu vida à existência. Segue-se um relato do dia a dia.

A Criação Dia a Dia

A história da criação se passa em Gênesis 1: 1-2: 3.

    • Dia 1 – Deus criou a luz e separou a luz das trevas, chamando a luz de “dia” e as trevas de “noite”.
    • Dia 2 – Deus criou uma expansão para separar as águas e a chamou de “céu”.
    • Dia 3 – Deus criou a terra seca e reuniu as águas, chamando a terra seca de “terra” e as águas reunidas de “mares”. No terceiro dia, Deus também criou a vegetação (plantas e árvores).
    • Dia 4 – Deus criou o sol, a lua e as estrelas para iluminar a terra e governar e separar o dia e a noite. Eles também serviriam como sinais para marcar estações, dias e anos.
    • Dia 5 – Deus criou todas as criaturas vivas dos mares e todos os pássaros alados, abençoando-os para que se multiplicassem e enchessem de vida as águas e o céu.
    • Dia 6 – Deus criou os animais para encher a terra. No sexto dia, Deus também criou o homem e a mulher ( Adão e Eva ) à sua imagem para comungar com ele. Ele os abençoou e deu-lhes todas as criaturas e toda a terra para governar, cuidar e cultivar.
    • Dia 7 – Deus havia terminado sua obra de criação e por isso descansou no sétimo dia, abençoando-o e santificando-o.

Uma verdade simples – não científica

Gênesis 1, a cena de abertura do drama bíblico, nos apresenta os dois personagens principais da Bíblia: Deus e o homem. O autor Gene Edwards se refere a esse drama como “o romance divino”. Aqui encontramos Deus, o Criador Todo-Poderoso de todas as coisas, revelando o objeto último de seu amor – o homem – ao concluir a impressionante obra da criação. Deus preparou o cenário. O drama começou.

A verdade simples da história bíblica da criação é que Deus é o autor da criação. Em Gênesis 1, somos apresentados ao início de um drama divino que só pode ser examinado e compreendido do ponto de vista da fé.

Quanto tempo levou? Como isso aconteceu, exatamente? Ninguém pode responder a essas perguntas definitivamente. Na verdade, esses mistérios não são o foco da história da criação. O propósito, ao contrário, é para a revelação moral e espiritual.

É bom

Deus ficou muito satisfeito com sua criação. Seis vezes ao longo do processo de criação, Deus parou, observou sua obra e viu que era boa. Na inspeção final de tudo o que ele havia feito, Deus considerou isso como “muito bom”.

Este é um ótimo momento para nos lembrarmos de que fazemos parte da criação de Deus. Mesmo quando você não se sente digno do prazer dele, lembre-se de que Deus o criou e está satisfeito com você. Você é de grande valor para ele.

A Trindade na Criação

No versículo 26, Deus diz: “Façamos o homem à nossa imagem, à nossa semelhança …” Este é o único caso no relato da criação em que Deus usa a forma plural para se referir a si mesmo. É interessante notar que isso acontece no momento em que ele começa a criar o homem. Muitos estudiosos acreditam que esta é a primeira referência da Bíblia à Trindade.

O resto de deus

No sétimo dia, Deus descansou. É difícil encontrar um motivo pelo qual Deus precisaria descansar, mas, aparentemente, ele considerou isso importante.

O descanso costuma ser um conceito desconhecido em nosso mundo agitado e acelerado. É socialmente inaceitável tirar um dia inteiro para descansar. Deus sabe que precisamos de momentos de refrigério. Nosso exemplo, Jesus Cristo, passou um tempo sozinho, longe das multidões.

O descanso de Deus no sétimo dia é um exemplo de como devemos gastar e desfrutar um dia regular de descanso de nosso trabalho. Não devemos nos sentir culpados quando reservamos um tempo todas as semanas para descansar e renovar nosso corpo, alma e espírito.

Mas há um significado mais profundo para o descanso de Deus. Isso simbolicamente aponta para um descanso espiritual para os crentes. A Bíblia ensina que, por meio da fé em Jesus Cristo, os crentes experimentarão as delícias de descansar no céu para sempre com Deus:

“Portanto, o descanso de Deus está lá para as pessoas entrarem, mas aqueles que primeiro ouviram estas boas novas não conseguiram entrar porque desobedeceram a Deus. Pois todos os que entraram no descanso de Deus descansaram de seus labores, assim como Deus fez depois de criar o mundo. ” (Veja Hebreus 4: 1-10)

Perguntas para reflexão

A história da criação mostra claramente que Deus se divertiu enquanto realizava a obra da criação. Conforme observado anteriormente, seis vezes ele parou e saboreou suas realizações. Se Deus tem prazer em sua obra, há algo de errado em nos sentirmos bem a respeito de nossas realizações?

Você gosta do seu trabalho? Quer seja no seu trabalho, no seu hobby ou no seu serviço ministerial, se o seu trabalho agrada a Deus , então também deve trazer prazer para você. Considere o trabalho de suas mãos. O que você está fazendo para agradar a você e a Deus?

 

Avalie este post
[Total: 2 Average: 3]

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
x
Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Também compartilhamos informações sobre o uso de nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise. Política de Cookies View more
Aceitar
Recusar