A Bíblia

Guia de Estudo da História Bíblica de Jonas e a Baleia

Precisa de orientação e clareza no amor, relacionamento, carreira e muito mais? Clique aqui para obter uma leitura de numerologia personalizada

A história de Jonas e a Baleia, um dos relatos mais estranhos da Bíblia, começa com Deus falando com Jonas , filho de Amitai, ordenando-lhe que pregasse o arrependimento à cidade de Nínive. Jonas se rebela, é engolido por um grande peixe, se arrepende e, por fim, cumpre sua missão. Enquanto muitos descartam a história como uma obra de ficção, Jesus se referiu a Jonas como uma pessoa histórica em Mateus 12:39-41 .

Pergunta para reflexão

Jonas pensou que sabia mais do que Deus. Mas, no final, ele aprendeu uma lição valiosa sobre a misericórdia e o perdão do Senhor , que se estende além de Jonas e Israel para todas as pessoas que se arrependem e crêem.

Existe alguma área de sua vida em que você está desafiando a Deus e racionalizando isso? Lembre-se de que Deus quer que você seja aberto e honesto com ele. É sempre sábio obedecer Aquele que mais te ama.

Referências das Escrituras

A história de Jonas está registrada em 2 Reis 14:25, o livro de Jonas , Mateus 12:39-41, 16:4 e Lucas 11:29-32.

Resumo da história de Jonas e a Baleia

Deus ordenou que o profeta Jonas pregasse em Nínive, mas Jonas achou a ordem de Deus insuportável. Não só Nínive era conhecida por sua maldade, mas também era a capital do império assírio, um dos inimigos mais ferozes de Israel.

Jonah, um sujeito teimoso, fez exatamente o oposto do que lhe foi dito. Ele desceu ao porto marítimo de Jope e reservou passagem em um navio para Társis, partindo diretamente de Nínive. A Bíblia nos diz que Jonas “fugiu do Senhor”.

Em resposta, Deus enviou uma tempestade violenta, que ameaçou quebrar o navio em pedaços. A tripulação aterrorizada lançou a sorte, determinando que Jonah era o responsável pela tempestade.

Jonas disse a eles para jogá-lo ao mar. Primeiro, eles tentaram remar até a praia, mas as ondas ficaram ainda mais altas. Com medo de Deus, os marinheiros finalmente jogaram Jonas no mar, e a água imediatamente se acalmou. A tripulação fez um sacrifício a Deus, jurando votos a ele.

Em vez de se afogar, Jonas foi engolido por um grande peixe, que Deus providenciou. Na barriga da baleia, Jonas se arrependeu e clamou a Deus em oração. Ele louvou a Deus, terminando com a declaração misteriosamente profética: ” A salvação vem do Senhor”. (Jonas 2:9)

Revele quais números aparecem em SEU gráfico de numerologia »

Jonas ficou três dias no peixe gigante. Deus ordenou a baleia, e ela vomitou o profeta relutante em terra firme. Desta vez Jonas obedeceu a Deus. Ele caminhou por Nínive proclamando que em quarenta dias a cidade seria destruída. Surpreendentemente, os ninivitas acreditaram na mensagem de Jonas e se arrependeram, vestindo pano de saco e cobrindo-se com cinzas. Deus teve compaixão deles e não os destruiu.

Novamente Jonas questionou Deus porque Jonas estava zangado porque os inimigos de Israel foram poupados. Quando Jonas parou do lado de fora da cidade para descansar, Deus providenciou uma videira para protegê-lo do sol quente.

Jonas ficou feliz com a videira, mas no dia seguinte Deus providenciou um verme que comeu a videira, fazendo-a murchar. Desmaiando ao sol, Jonah reclamou novamente.

Deus repreendeu Jonas por estar preocupado com uma videira, mas não com Nínive, que tinha 120.000 pessoas perdidas. A história termina com Deus expressando preocupação até mesmo com os ímpios.

Temas

O tema principal da história de Jonas e a Baleia é que o amor , a graça e a compaixão de Deus se estendem a todos, até mesmo aos de fora e aos opressores. Deus ama todas as pessoas.

Uma mensagem secundária é que você não pode fugir de Deus. Jonas tentou fugir, mas Deus ficou com ele e deu a Jonas uma segunda chance.

Veja quais números aparecem repetidamente em SEU gráfico de numerologia »

O controle soberano de Deus é mostrado ao longo da história. Deus ordena que tudo em sua Criação, desde o clima até uma baleia, execute seu plano. Deus está no controle.

Pontos de interesse

  • Jonas passou a mesma quantidade de tempo – três dias – dentro da baleia que Jesus Cristo passou na tumba. Cristo também pregou a salvação aos perdidos.
  • Não importa se foi um grande peixe ou uma baleia que engoliu Jonas. O ponto da história é que Deus pode fornecer um meio sobrenatural de resgate quando seu povo está em apuros.
  • Alguns estudiosos acreditam que os ninivitas prestaram atenção a Jonas por causa de sua aparência bizarra. Eles especulam que o ácido estomacal da baleia branqueou o cabelo, a pele e as roupas de Jonah de um branco fantasmagórico.
  • Jesus não considerou o livro de Jonas uma fábula ou mito. Enquanto os céticos modernos podem achar impossível que um homem possa sobreviver dentro de um grande peixe por três dias, Jesus se comparou a Jonas, mostrando que esse profeta existia e que a história era historicamente correta.

Versículo-chave

Jonas 2:7
Enquanto minha vida estava se esvaindo,
lembrei-me do Senhor.
E minha fervorosa oração foi para você
em seu templo sagrado.

Números de anjo comunicados com frequência:

Anjo Número 111 Anjo Número 222 Anjo Número 333 Anjo Número 444 Anjo Número 555 Anjo Número 666 Anjo Número 777 Anjo Número 888 Anjo Número 999

 

Avalie este post
[Total: 1 Average: 5]

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
x

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.