O Novo Testamento

Estevão na Bíblia foi o primeiro mártir cristão

Precisa de orientação e clareza no amor, relacionamento, carreira e muito mais? Clique aqui para obter uma leitura de numerologia personalizada

Da maneira como viveu e morreu, Estevão catapultou a igreja cristã primitiva de suas raízes locais em Jerusalém para uma causa que se espalhou por todo o mundo. A Bíblia diz que Estêvão falou com tal sabedoria espiritual que seus oponentes judeus não conseguiram refutá-lo (Atos 6:10).

Estevão na Bíblia

  • Conhecido por : Stephen era um judeu helenista e um dos sete homens ordenados como diáconos na igreja primitiva. Ele também foi o primeiro mártir cristão, apedrejado até a morte por pregar que Jesus era o Cristo.
  • Referências Bíblicas: A história de Estêvão é contada nos capítulos 6 e 7 do livro de Atos. Ele também é mencionado em Atos 8:2, 11:19 e 22:20.
  • Realizações: Estêvão, cujo nome significa “coroa”, foi um evangelista ousado que não tinha medo de pregar o evangelho apesar da perigosa oposição. Sua coragem veio do Espírito Santo. Enquanto enfrentava a morte, ele foi recompensado com uma visão celestial do próprio Jesus.
  • Pontos fortes : Estêvão era bem instruído na história do plano de salvação de Deus e como Jesus Cristo se encaixou nele como o Messias. Ele foi sincero e corajoso. Lucas o descreveu como “um homem cheio de fé e do Espírito Santo” e “cheio de graça e poder”.

Pouco se sabe sobre Estêvão na Bíblia antes de ser ordenado diácono na jovem igreja, conforme descrito em Atos 6:1-6. Embora ele fosse apenas um dos sete homens escolhidos para garantir que a comida fosse distribuída de forma justa às viúvas gregas, Estêvão logo começou a se destacar:

Agora Estêvão, um homem cheio da graça e poder de Deus, fez grandes maravilhas e sinais milagrosos entre o povo. (Atos 6:8)

Exatamente quais foram essas maravilhas e milagres, não nos é dito, mas Estêvão foi capacitado para fazê-los pelo Espírito Santo . Seu nome sugere que ele era um judeu helenístico que falava e pregava em grego, uma das línguas comuns em Israel naquela época.

Membros da Sinagoga dos Libertos discutiram com Estêvão. Os estudiosos pensam que esses homens eram escravos libertos de várias partes do império romano. Como judeus devotos, eles teriam ficado horrorizados com a afirmação de Estêvão de que Jesus Cristo era o tão esperado Messias.  

Essa ideia ameaçava crenças de longa data. Significava que o cristianismo não era apenas mais uma seita judaica, mas algo totalmente diferente: uma Nova Aliança de Deus, substituindo a Antiga.

Primeiro Mártir Cristão

Esta mensagem revolucionária levou Estêvão ao Sinédrio , o mesmo conselho judaico que condenou Jesus à morte por blasfêmia . Quando Stephen pregou uma defesa apaixonada do cristianismo, uma multidão o arrastou para fora da cidade e o apedrejou.

Estevão teve uma visão de Jesus e disse que viu o Filho do Homem em pé à direita de Deus. Essa foi a única vez no Novo Testamento que alguém além do próprio Jesus o chamou de Filho do Homem. Antes de morrer, Estêvão disse duas coisas muito semelhantes às últimas palavras de Jesus na cruz :

“Senhor Jesus, receba meu espírito.” e “Senhor, não lhes imputes este pecado.” ( Atos 7:59-60)

Revele quais números aparecem em SEU gráfico de numerologia »

Mas a influência de Stephen foi ainda mais forte após sua morte. Um jovem assistindo ao assassinato era Saulo de Tarso. Ele segurou as túnicas daqueles que apedrejaram Estêvão até a morte e viu a maneira vitoriosa de Estêvão morrer.

Não muito tempo depois, Saulo seria convertido por Jesus e se tornaria o grande missionário cristão e apóstolo Paulo. Ironicamente, o fogo de Paulo por Cristo espelharia o de Estêvão.

Antes de se converter, no entanto, Saulo perseguia outros cristãos em nome do Sinédrio, fazendo com que os primeiros membros da igreja fugissem de Jerusalém, levando o evangelho aonde quer que fossem. Assim, a execução de Stephen provocou a propagação do cristianismo.

Lições de vida

Espírito Santo equipa os crentes para fazer coisas que eles não poderiam fazer humanamente. Estevão era um pregador talentoso, mas o texto mostra que Deus lhe deu sabedoria e coragem.

O que parece uma tragédia pode de alguma forma fazer parte do grande plano de Deus. A morte de Estêvão teve a consequência inesperada de forçar os cristãos a fugir da perseguição em Jerusalém. O evangelho se espalhou por toda parte como resultado.

Como no caso de Stephens, o impacto total de nossas vidas pode não ser sentido até décadas após nossa morte. A obra de Deus está constantemente se desdobrando e segue seu cronograma.

Veja quais números aparecem repetidamente em SEU gráfico de numerologia »

Pontos de interesse

  • O martírio de Estêvão foi um antegozo do que estava por vir. O Império Romano perseguiu os membros do Caminho, como o cristianismo primitivo foi chamado, pelos próximos 300 anos, finalmente terminando com a conversão do imperador Constantino I, que adotou o Edito de Milão em 313 dC, permitindo aos cristãos a liberdade religiosa.
  • Os estudiosos da Bíblia estão divididos sobre a visão de Estevão de Jesus em pé ao lado de seu trono. Normalmente, Jesus foi descrito sentado em seu trono celestial, indicando que seu trabalho estava terminado. Alguns comentaristas sugerem que isso significa que a obra de Cristo ainda não foi concluída, enquanto outros dizem que Jesus se levantou para dar as boas-vindas a Estêvão no céu.

Versículos-chave

Atos 6:5
Escolheram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo; também Filipe, Prócoro, Nicanor, Timão, Parmenas e Nicolau de Antioquia, convertido ao judaísmo.

Atos 7:48-49
“Mas o Altíssimo não mora em casas feitas por homens. Como diz o profeta: ‘O céu é o meu trono, e a terra é o escabelo dos meus pés. Que tipo de casa você vai construir para mim? diz o Senhor. Ou onde será o meu lugar de descanso?'”

Atos 7:55-56
Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, olhou para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus em pé à direita de Deus. ” Veja”, disse ele, “vejo o céu aberto e o Filho do Homem em pé à direita de Deus”.

Números de anjo comunicados com frequência:

Anjo Número 111 Anjo Número 222 Anjo Número 333 Anjo Número 444 Anjo Número 555 Anjo Número 666 Anjo Número 777 Anjo Número 888 Anjo Número 999

Origens

  • O Novo Dicionário Bíblico de Unger , Merrill F. Unger.
  • Holman Illustrated Bible Dictionary  , Trent C. Butler, editor geral.
  • O Novo Dicionário Bíblico Compacto , T. Alton Bryant, editor.
  • Estevão. Dicionário Bíblico Ilustrado de Holman (p. 1533).

 

Avalie este post
[Total: 1 Average: 5]

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
x

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.