Perfil de Eros, deus grego da paixão e luxúria

Precisa de orientação e clareza no amor, relacionamento, carreira e muito mais? Clique aqui para obter uma leitura de numerologia personalizada

Muitas vezes descrito como filho de Afrodite por seu amante Ares, o deus da guerra, Eros era um deus grego da luxúria e do desejo sexual primordial. Na verdade, a palavra erótico vem de seu nome. Ele é personificado em todos os tipos de amor e luxúria, tanto heterossexual quanto homossexual, e era adorado no centro de um culto de fertilidade que honrava Eros e Afrodite juntos.

Você sabia?

  • Oferendas eram feitas nos templos de Eros, na forma de plantas e flores, vasos cheios de óleos sagrados e vinho, joias lindamente trabalhadas e sacrifícios.
  • Eros era um deus grego da luxúria e do desejo sexual primordial.
  • Ele é considerado o protetor do amor entre pessoas do mesmo sexo, bem como dos relacionamentos heterossexuais.

Eros na mitologia

Parece haver alguma dúvida sobre a ascendência de Eros. No mito grego posterior, ele é indicado como filho de Afrodite, mas Hesíodo o retrata apenas como seu servo ou atendente. Algumas histórias dizem que Eros é filho de Íris e Zéfiro, e fontes antigas, como Aristófanes, dizem que ele é filho de Nyx e Érebo, ou o próprio Caos, o que faria dele um deus bastante antigo.

Durante o período romano clássico, Eros evoluiu para Cupido, retratado como o querubim gordinho que ainda hoje permanece como uma imagem popular.

Ele normalmente é mostrado com os olhos vendados – porque, afinal, o amor é cego – e carregando um arco, com o qual ele atira flechas em seus alvos pretendidos. Como Cupido, ele é frequentemente invocado como um deus do amor puro durante o Dia dos Namorados , mas em sua forma original, Eros era principalmente sobre luxúria e paixão.

História primitiva e adoração

Eros foi homenageado de maneira geral em grande parte do mundo grego antigo, mas também havia templos e cultos específicos dedicados à sua adoração, particularmente nas cidades do sul e do centro.

Uma descrição poética da estátua de Eros que apareceu no templo de Thespeia – o local de culto mais antigo conhecido e mais popular – beira o erótico.

O escritor grego Calístrato descreveu uma estátua de Eros que apareceu no templo de Thespeia, o local de culto mais antigo conhecido e mais popular. O resumo de Callistratus é extremamente poético… e beira o erótico.

O Eros, obra de Praxíteles, era o próprio Eros, um menino na flor da juventude com asas e arco. O bronze deu expressão a ele… você deve ter visto o bronze perder sua dureza e tornar-se maravilhosamente delicado na direção da gordura e… o material provando-se à altura de cumprir todas as obrigações que lhe foram impostas. Era flexível, mas sem efeminação; e embora tivesse a cor apropriada do bronze, parecia brilhante e fresca; e embora fosse completamente desprovido de movimento real, estava pronto para exibir movimento; pois, embora estivesse solidamente fixado em um pedestal, enganou-se ao pensar que possuía o poder de voar…

Como um deus da luxúria e da paixão,  e também da fertilidade , Eros desempenhou um papel importante no namoro. Oferendas eram feitas em seus templos, na forma de plantas e flores, vasos cheios de óleos sagrados e vinho, joias lindamente trabalhadas e sacrifícios.

Eros não tinha muitos limites quando se tratava de fazer as pessoas se apaixonarem, e era considerado o protetor do amor entre pessoas do mesmo sexo , bem como dos relacionamentos heterossexuais. Sêneca escreveu ,

Este deus alado governa implacavelmente toda a terra e inflama o próprio Júpiter [Zeus], ​​ferido com fogos inextinguíveis. Gradivus [Ares], o deus guerreiro, sentiu aquelas chamas; aquele deus [Hefesto] sentiu aqueles que moldam os raios de três bifurcações, sim, aquele que cuida das fornalhas quentes sempre furiosas sob os picos do Etna é inflamado por um fogo tão grande como este. Não, o próprio Apolo, que guia com pontaria certeira suas flechas da corda do arco, um menino de pontaria mais certeira perfura com sua flecha voadora e voa, pernicioso tanto para o céu quanto para a terra.

Festivais e Celebrações

Na cidade de Atenas, Eros foi homenageado lado a lado na acrópole com Afrodite, começando por volta do século V aC Toda primavera, um festival ocorria em homenagem a Eros. Afinal, a primavera é a estação da fertilidade, então qual a melhor época para celebrar um deus da paixão e da luxúria? O Erotidia aconteceu em março ou abril, e foi um evento repleto de eventos esportivos, jogos e arte.

Curiosamente, os estudiosos parecem discordar sobre se Eros era ou não um deus que funcionava independentemente dos outros, ou se ele sempre parecia complementar a Afrodite. É possível que Eros não tenha aparecido como uma divindade autônoma de fecundidade e reprodução, mas sim como o aspecto da fertilidade do culto de Afrodite.

Adoração moderna de Eros

Ainda existem alguns politeístas helênicos que honram Eros em sua adoração hoje. As oferendas apropriadas para Eros incluem frutas como a maçã ou as uvas, ou flores que são representativas do amor, como as rosas.

Você também pode incluir um arco e flecha, ou símbolos deles, em seu altar. Se você está honrando Eros como uma divindade da fertilidade, em vez de principalmente da luxúria, considere símbolos de fertilidade como coelhos e ovos .

Recursos e leitura adicional

Sêneca, o Jovem. “ Fedra ”. Editado por Aaron J Atsma. Traduzido por Frank Justus Miller, Biblioteca de Textos Clássicos , Projeto Theoi, 2017.

Filóstrato mais velho, Filóstrato mais jovem, Calístrato. ” Descrições .” Editado por Aaron J Atsma. Traduzido por Arthur Fairbanks, Classical Texts Library , Theoi Project, 2017.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

x
Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Também compartilhamos informações sobre o uso de nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise. Política de Cookies View more
Aceitar
Recusar