Livro de Isaías – Introdução ao livro de Isaías

Introdução ao livro de Isaías – Isaías é chamado de “O Livro da Salvação”. O nome Isaías significa “a salvação do Senhor” ou “o Senhor é a salvação”. Isaías é o primeiro livro contendo os escritos dos profetas da Bíblia.

E o autor, Isaías, que é chamado o Príncipe dos Profetas, brilha acima de todos os outros escritores e profetas da Escritura. Seu domínio da língua, seu rico e vasto vocabulário e sua habilidade poética lhe valeram o título de “Shakespeare da Bíblia”. Ele foi educado, distinto e privilegiado, mas permaneceu um homem profundamente espiritual.

Ele estava comprometido com a obediência no longo prazo de seu ministério de 55 a 60 anos como profeta de Deus. Ele era um verdadeiro patriota que amava seu país e seu povo. A forte tradição sugere que ele morreu como mártir sob o reinado do rei Manassés, sendo colocado dentro do oco de um tronco de árvore e serrado em dois.

O chamado de Isaías como profeta foi principalmente para a nação de Judá (o reino do sul) e para Jerusalém, exortando o povo a se arrepender de seus pecados e retornar a Deus.

Ele também predisse a vinda do Messias e a salvação do Senhor. Muitas de suas profecias previram eventos que ocorreram no futuro próximo de Isaías, mas ao mesmo tempo eles predisseram os eventos do futuro distante (como a vinda do Messias), e até mesmo alguns eventos ainda por vir nos últimos dias (tais como a vinda do Messias). a segunda vinda de Cristo ).

Em resumo, a mensagem de Isaías é que a salvação vem de Deus – não do homem.

Só Deus é Salvador, Governante e Rei.

Autor do Livro de Isaías

Isaías o profeta, filho de Amoz.

Data escrita

Escrito entre (cerca de) 740-680 aC, perto do final do reinado do rei Uzias e durante os reinados do rei Jotão, Acaz e Ezequias.

Escrito para

As palavras de Isaías foram dirigidas principalmente à nação de Judá e ao povo de Jerusalém.

Paisagem do Livro de Isaías

Durante a maior parte de seu longo ministério, Isaías viveu em Jerusalém, a capital de Judá. Durante esse tempo houve grande tumulto político em Judá, e a nação de Israel foi dividida em dois reinos. O chamado profético de Isaías foi para o povo de Judá e Jerusalém. Ele era contemporâneo de Amos, Hosea e Micah.

Temas no livro de Isaías

Como seria de esperar, a salvação é o tema abrangente no livro de Isaías. Outros temas incluem julgamento, santidade, punição, cativeiro, a queda da nação, conforto, esperança e salvação através da vinda do Messias.

Os primeiros 39 livros de Isaías contêm mensagens muito fortes de julgamento contra Judá e um chamado ao arrependimento e santidade.

As pessoas exibiam uma forma externa de piedade, mas seus corações se corromperam. Deus os advertiu através de Isaías, para que se limpassem e se purificassem, mas eles ignoraram sua mensagem. Isaías previu o fim e o cativeiro de Judá, mas confortou-os com essa esperança: Deus prometeu providenciar um Redentor.

Os últimos 27 capítulos contêm a mensagem de perdão, consolação e esperança de Deus, como Deus fala através de Isaías, revelando seu plano de bênção e salvação através da vinda do Messias.

Pensamento para Reflexão

Foi preciso muita coragem para aceitar o chamado do profeta. Como porta-voz de Deus, um profeta teve que confrontar as pessoas e os líderes da terra.

A mensagem de Isaías era contundente e direta, e embora a princípio ele fosse respeitado, ele acabou se tornando muito impopular porque suas palavras eram tão duras e desagradáveis ​​para as pessoas ouvirem.

Como é típico para um profeta, a vida de Isaías foi um grande sacrifício pessoal. No entanto, a recompensa do profeta foi incomparável. Ele experimentou o tremendo privilégio de se comunicar face a face com Deus – de andar tão intimamente com o Senhor que Deus compartilharia com ele seu coração e falaria pela boca.

Pontos de interesse

Isaías incorpora a prosa e a poesia em seus talentosos escritos, que contêm sarcasmo, metáfora, personificação e muitas outras formas literárias habilidosas.

Isaías é dividido em 66 capítulos, comparando a divisão de toda a Bíblia em 66 livros. Os primeiros 39 capítulos de Isaías contêm fortes temas do julgamento de Deus, assemelhando-se aos 39 livros do Antigo Testamento. Enquanto os últimos 27 capítulos de Isaías se concentram no conforto e na vinda do Messias, assemelhando-se aos temas dos 27 livros do Novo Testamento.

Novo Testamento cita Isaías 66 vezes, superado apenas pelos Salmos.

A esposa de Isaías é referida como uma profetisa.

Personagens-Chave no Livro de Isaías

Isaías e seus dois filhos, Cear-Jasube e Maer-Salal-Hass-Baz.

Como seu próprio nome, que simbolizava sua mensagem de salvação, os nomes do filho de Isaías também representavam parte de sua mensagem profética. Shear-Jashub significa “um remanescente retornará” e Maher-Shalal-Hash-Baz significa “rápido para o saque, rápido para o despojo”.

Versos-chave

Isaías 6: 8 
Então ouvi a voz do Senhor, dizendo: A quem enviarei, e quem irá por nós? E eu disse: “Aqui estou eu. Me mande!”

Isaiah 53: 5 
mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões, ele foi esmagado pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe a paz estava sobre ele, e por suas feridas fomos curados.

Esboço do Livro de Isaías

Julgamento – Isaías 1: 1-39: 8

  • As transgressões de Judá e Israel.
  • Julgamento contra as nações vizinhas.
  • O propósito no julgamento de Deus.
  • A verdadeira e falsa esperança de Jerusalém.
  • O reinado de Ezequias.

Conforto – Isaías 40: 1-66: 24

  • Libertação de Israel do cativeiro.
  • O futuro Messias.
  • O futuro reino

Veja mais: Aprendendo a Entender e Interpretar o Texto da Bíblia




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *